fbpx

Adubar e Cuidar de Roseiras

Adubar roseiras faz parte dos cuidados para se ter um lindo roseiral.

Todavia, cuidar bem de roseiras é mais do que isso.

Pensemos sempre assim: produzimos, ou conseguimos uma boa muda, então a plantamos de forma correta, no melhor e mais ensolarado lugar do nosso jardim. Os cuidados que dedicarmos a elas, agora, é o que fará do jardim um lugar especial, diferente!

Não é gratificante dedicar-se a algo que nos trará satisfação depois?

Pensemos juntos: o tempo que dedicamos às nossas roseiras é um tempo que dedicamos também à paz do nosso espírito.

Porque, enquanto cuidamos do nosso canteiro, ou das nossas roseiras esparsas pelo jardim, nosso corpo e nossa mente são inteiramente absorvidos por esta atividade.

Nesse espaço de tempo a mente voa, enquanto nossas mãos trabalham a terra e oferecem alimento ou a água às plantas.

Os sons dos pássaros no jardim embalam o nosso trabalho e o perfume das rosas invadem o nosso ser.

Paz, pura paz ! Tão simples.

Como recompensa maior, ainda, teremos roseiras sempre viçosas, com folhas verdes e brilhantes, galhos fortes e flores exuberantes.

Então, façamos do tempo que dedicamos ao jardim algo maior do que uma simples sessão de trabalho matutina num final de semana qualquer.

Vamos degustar este momento, apenas nosso, vamos prestar atenção no sentido maior que envolve esse dom de cuidar bem das roseiras.

No fundo, estaremos cuidando de nós mesmos.

Neste texto, vamos nos dedicar à alimentação das roseiras.

Adubar Roseiras

Adubar roseiras é oferecer a quantidade certa, na hora certa, de suplemento que as ajudem a estar fortes e saudáveis.

Esperamos que elas já tenham crescido num solo bem estruturado, com matéria orgânica fundamental para oferecer às roseiras alimento e boas condições para o seu desenvolvimento.

De preferência, já utilizamos e mantemos no canteiro uma terra enriquecida com matéria orgânica decomposta (húmus ou esterco bem curtido, evitando-se estercos muito fortes, como o de aves).

Periodicamente, então, reforçamos o alimento para as roseiras. Vamos preferir as formas mais naturais para isso, ao invés dos adubos químicos.

Assim, adicionamos farinha de osso e torta de mamona nos canteiros, nos berços das roseiras.

Usamos esses ingredientes observando um bom espaçamento de tempo entre as aplicações.

Períodos de Adubação

Nossos períodos de adubação seguem um calendário assim:

  • Logo após a poda drástica anual
  • Em plena primavera, mais ou menos 90 dias após a poda anual
  • Ao final do verão

O que Usamos na Adubação

Usamos na adubação elementos naturais bem simples, preferindo-os no lugar dos componentes químicos (embora esses possam ser utilizados).

Uma adubação orgânica incorpora-se bem ao solo e melhora suas características e a sua capacidade de reter água. Também facilita a aeração, com melhor penetração e distribuição das raízes. Vai liberando gradualmente os nutrientes à planta, na medida que ela cresce.

O que usamos?

  • Farinha de osso: este é um elemento muito bom para o desenvolvimento das mudas de roseiras. A farinha de osso pode ser adquirida em boas casas de jardinagem. É um fertilizante orgânico, fonte natural de fósforo, que ajuda na floração e no crescimento das raízes. Poucas flores são sintomas de falta de fósforo.
  • Torta de mamona: componente muito recomendado, porém deve ser usado com dosagem certa, pois o excesso pode “queimar” a planta. A torta de mamona possui alto teor de nitrogênio, o que faz dela uma boa opção de adubo orgânico.

As Quantidades na Adubação

Normalmente observamos as seguintes quantidades na adubação das roseiras.

  • Farinha de Osso: cerca de 200 gramas de farinha de osso por roseira, bem misturada à terra. Considere essa quantidade como a ideal para usar usada por metro quadrado.
  • Torta de Mamona: cem gramas bastam por roseira, também muito bem misturada à terra ao redor do tronco da roseira. Também use essa quantidade como parâmetro para um metro quadrado do canteiro.

Sempre ponderamos a quantidade em função do tamanho das roseiras, diminuindo-a um pouco quando o tamanho da planta assim o recomendar. Essa mesma preocupação vale para as roseiras plantadas em vasos, quando as quantidades devem ser um pouco reduzidas.

Como Adubar

Para adubar as roseiras, procuramos misturar e incorporar muito bem a farinha de osso e a torta de mamona à terra do berço, do canteiro onde a roseira está plantada.

Vamos revolvendo a terra ao redor do tronco da roseira, espalhando e incorporando o adubo à terra, deixando-a bem fofa. Caso a roseira esteja plantada em vaso, fazemos o mesmo processo, com os cuidados necessários para não danificar as raízes.

Irrigar após a Adubação

Irrigar bem logo após a adubação é um cuidado muito importante. Faz com que os ingredientes se incorporem à terra e ajuda no processo de sua assimilação pela planta.

Lembramos a tradição que diz que roseiras gostam de água mas detestam pés encharcados. Então, vamos jogar água cuidadosamente, apenas no solo, evitando-se jogar água nas folhas e na quantidade adequada.

Para manter a umidade por mais tempo, cobrimos o canteiro, ao redor da roseira, com matéria orgânica seca, usando por exemplo os restos secos da poda do gramado.

Vídeo

Para ilustrar como fazemos a adubação das nossas roseiras, gravamos um vídeo, mostrando na prática a maneira como fazemos. Você pode vê-lo clicando na imagem abaixo.

Caminhando entre Estrelas

Finalmente, e já que estamos falando em aromas e perfumes, também os senti de diversas maneiras quando peregrinava no Caminho de Santiago de Compostela. Escrevi um livro que está à sua disposição, relatando as emoções dessa peregrinação.

Se você gosta de experiências como essa, veja mais aqui neste mesmo site, clique aqui: Caminhando entre Estrelas – uma peregrinação a Santiago de Compostela

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Conheça o E-book Caminhando entre Estrelas

Sinta as emoções diárias narradas no Caminho de Santiago e aprenda a se preparar física e espiritualmente para a tua jornada.
Clique aqui para obter o seu e-book ilustrado com fotos.

O livro físico pode ser adquirido diretamente com o autor. envie mensagem clicando aqui

Categorias

Últimos Posts

Inscreva-se na Newsletter

Preencha com seus dados e fique por dentro de todas as as nossas novidades!

Caminhando entre Estrelas